Pular para o conteúdo principal

CHICHÉN ITZÁ / CIDADE ARQUEOLÓGICA



CHICHÉN ITZÁ (DO IUCATEQUE: CHI'CH'ÈEN ÌITSHA) É UMA CIDADE ARQUEOLÓGICA MAIA LOCALIZADA NO ESTADO MEXICANO DE IUCATÃ QUE FUNCIONOU COMO CENTRO POLÍTICO E ECONÓMICO DA CIVILIZAÇÃO MAIA. AS VÁRIAS ESTRUTURAS – A PIRÂMIDE DE KUKULKÁN, O TEMPLO DE CHAC MOOL, A PRAÇA DAS MIL COLUNAS, E O CAMPO DE JOGOS DOS PRISIONEIROS – PODEM AINDA HOJE SER ADMIRADAS E SÃO DEMONSTRATIVAS DE UM EXTRAORDINÁRIO COMPROMISSO PARA COM A COMPOSIÇÃO E ESPAÇO ARQUITETÓNICO. A PIRÂMIDE FOI O ÚLTIMO E, SEM QUALQUER DÚVIDA, O MAIS GRANDIOSO DE TODOS OS TEMPLOS DA CIVILIZAÇÃO MAIA. O NOME CHICHÉN-ITZÁ TEM RAIZ MAIA E SIGNIFICA "PESSOAS QUE VIVEM NA BEIRA DA ÁGUA". ESTIMA-SE QUE CHICHÉN-ITZÁ FOI FUNDADA POR VOLTA DOS ANOS 435 E 455 A.C. FOI DECLARADA PATRIMÓNIO MUNDIAL DA UNESCO EM 1988.
A CIDADE DE CHICHÉN ITZÁ FOI ABANDONADA EM 670 D.C. E RECONSTRUÍDA 300 ANOS MAIS TARDE, QUANDO SE TORNOU O CENTRO DA CULTURA MAIA E A CIDADE MAIS IMPORTANTE DO NORDESTE DE YUCÁTAN.
A ASCENSÃO DE CHICHEN ITZÁ ESTÁ RELACIONADA AO DECLÍNIO DE OUTROS CENTROS REGIONAIS DAS PLANÍCIES DO SUL DE IUCATÃ, COMO, POR EXEMPLO, TIKAL.
ALGUMAS FONTES ETNOGRÁFICAS AFIRMAM QUE EM 987 D.C. UM REI TOLTECA DE NOME TOPILTZIN CE ACATL QUETZALCOATL DOMINOU ESTA REGIÃO COM O APOIO DE ALGUMAS TROPAS MAIAS E FEZ DE CHICHÉN ITZÁ A CAPITAL, JUNTAMENTE COM TULA XICOCOTITLAN.
A PARTIR DE ENTÃO HOUVE UMA AGLUTINAÇÃO ENTRE OS ESTILOS ARQUITETÔNICOS DO POVO MAIA E DOS TOLTECAS. A ARTE E A ARQUITETURA DESSE PERÍODO MOSTRA UMA MISTURA INTERESSANTE DE MAIA E ESTILOS TOLTECA. ALGUNS ESTUDIOSOS AFIRMAM QUE NESTE PERÍODO A REGIÃO NÃO FORA LIDERADA POR UM ÚNICO GOVERNANTE, MAS POR UM CONSELHO FORMADO PELOS MAIS NOTÓRIOS CIDADÃOS. ENTRETANTO, RECENTEMENTE ESTA TEORIA VÊM SENDO MENOS APONTADA PELOS HISTORIADORES DURANTE AS PESQUISAS SOBRE A ORIGEM DE CHICHÉN ITZÁ.
DURANTE A ERA DE OURO DE CHICHÉN ITZÁ, A CIDADE EXPERIMENTOU UM PERÍODO DE FORTE CRESCIMENTO ECONÔMICO E TORNOU-SE O CENTRO FINANCEIRO DE IUCATÃ. AS ROTAS DE COMÉRCIO POSSIBILITARAM A OBTENÇÃO DE OURO E OUTROS RECURSOS MINERAIS PARA A REGIÃO
EMBORA EXISTAM ALGUMAS EVIDÊNCIAS ARQUEOLÓGICAS QUE INDICAM QUE CHICHÉN ITZÁ FOI SAQUEADA, ALGUMAS FONTES HISTÓRICAS PROVAM QUE A REGIÃO NÃO PODERIA SER ATACADA POR LADRÕES. A QUESTÃO ESTÁ ENVOLVIDA EM UM GRANDE ENIGMA ARQUEOLÓGICO ATÉ OS DIAS ATUAIS. 
APÓS O PERÍODO DE OURO, ACREDITA-SE QUE CHICHÉN ITZÁ ENTROU EM DECLÍNIO, MAS ALGUNS ESTUDIOSOS SUGEREM QUE A REGIÃO NÃO FOI COMPLETAMENTE ABANONADA, JÁ QUE OS CENOTES FORAM USADOS COMO LOCAL DE PREGRINAÇÃO DURANTE O EXTERMÍNIO DO POVO MAIA.
(fonte: Wikipédia)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TEMPLO DE POSEIDON / IMPERADOR DOS MARES

COLISEU DE ROMA

O COLISEU, TAMBÉM CONHECIDO COMO ANFITEATRO FLAVIANO, DEVE SEU NOME À EXPRESSÃO LATINA COLOSSEUM (OU COLISEUS, NO LATIM TARDIO), DEVIDO À ESTÁTUA COLOSSAL DE NERO, QUE FICAVA PERTO A EDIFICAÇÃO. LOCALIZADO NO CENTRO DE ROMA, É UMA EXCEPÇÃO DE ENTRE OS ANFITEATROS PELO SEU VOLUME E RELEVO ARQUITETÓNICO. ORIGINALMENTE CAPAZ DE ABRIGAR PERTO DE 50 000 PESSOAS, E COM 48 METROS DE ALTURA, ERA USADO PARA VARIADOS ESPETÁCULOS. FOI CONSTRUÍDO A LESTE DO FÓRUM ROMANO E DEMOROU ENTRE OITO A DEZ ANOS A SER CONSTRUÍDO. O COLISEU FOI UTILIZADO DURANTE APROXIMADAMENTE 500 ANOS, TENDO SIDO O ÚLTIMO REGISTRO EFETUADO NO SÉCULO VI DA NOSSA ERA, BASTANTE DEPOIS DA QUEDA DE ROMA EM 476. O EDIFÍCIO DEIXOU DE SER USADO PARA ENTRETENIMENTO NO COMEÇO DA IDADE MÉDIA, MAS FOI MAIS TARDE USADO COMO HABITAÇÃO, OFICINA, FORTE, PEDREIRA, SEDE DE ORDENS RELIGIOSAS E TEMPLO CRISTÃO.  EMBORA ESTEJA AGORA EM RUÍNAS DEVIDO A TERREMOTOS E PILHAGENS, O COLISEU SEMPRE FOI VISTO COMO SÍMBOLO DO IMPÉRIO ROMANO, SENDO UM DOS M…

PIRÂMIDES DO EGITO

PIRÂMIDES DO EGITO SÃO MONUMENTOS DE ALVENARIA CONSTRUÍDOS NO ANTIGO EGITO. COMO O NOME INDICA, SÃO FORMADAS POR UMA BASE QUADRADA DE QUATRO FACES TRIANGULARES QUE CONVERGEM PARA UM VÉRTICE. AS TRÊS MAIS FAMOSAS PIRAMIDES ESTÃO NO PLANALTO DE GIZÉ, NA MARGEM ESQUERDA DO RIO NILO, PRÓXIMO À CIDADE DO CAIRO.  POREM EXISTEM 138 PIRÂMIDES REDESCOBERTAS, EM TODO O EGITO, REMANESCENTES DO ANTIGO E MÉDIO IMPÉRIO, MUITAS DELAS NÃO CONSERVADAS. ALGUMAS PIRAMIDES TINHAM SEUS VÉRTICES DECORADOS OU FORJADOS COM OURO. DEVIDO AO SEU ALTO GRAU DE COMPLEXIDADE ARQUITETÔNICA, AOS ESFORÇOS EMPREGADOS EM SUAS CONSTRUÇÕES, E A SUA NOTÁVEL BELEZA, AS PIRAMIDES SÃO CULTURALMENTE ASSOCIADAS AS HIPÓTESES E LENDAS A CERCA DOS DE SUA CONSTRUÇÃO E FINALIDADE.