Pular para o conteúdo principal

PRAÇA DA SÉ / MARCO ZERO DO LARGO DA SÉ



PRAÇA DA SÉ É UM ESPAÇO PÚBLICO LOCALIZADO NA ÁREA CENTRAL DA CIDADE DE SÃO PAULO.
NELA, LOCALIZA-SE O MONUMENTO MARCO ZERO DO MUNICÍPIO.
A PARTIR DELE, CONTAM-SE AS DISTÂNCIAS DE TODAS AS RODOVIAS QUE PARTEM DE SÃO PAULO, BEM COMO A NUMERAÇÃO DAS VIAS PÚBLICAS DA CIDADE.
AQUI O MARCO ZERO - 
foto de André Bonacin
CONSIDERADA QUASE UM SINÔNIMO PARA O CENTRO VELHO, A PRAÇA É UM DOS ESPAÇOS MAIS CONHECIDOS DA CIDADE E FOI PALCO DE MUITOS EVENTOS IMPORTANTES PARA A HISTÓRIA DO PAÍS, COMO O COMÍCIO DAS DIRETAS JÁ. 
O NOME DEVE-SE AO FATO DE A PRAÇA TER-SE DESENVOLVIDO EM FRENTE À SÉ DA CAPITAL PAULISTA.
ORIGINALMENTE CONHECIDA COMO O LARGO DA SÉ, A PRAÇA DESENVOLVEU-SE A PARTIR DA CONSTRUÇÃO DURANTE O PERÍODO COLONIAL DA IGREJA MATRIZ DO MUNICÍPIO (SUBSTITUÍDA PELA ATUAL CATEDRAL METROPOLITANA DE SÃO PAULO NO SÉCULO XX)
E DE UMA SÉRIE DE EDIFÍCIOS AO SEU REDOR.
NO INÍCIO DO SÉCULO XX, PORÉM, COM A DEMOLIÇÃO DE VÁRIOS DOS EDIFÍCIOS ORIGINAIS E AS OBRAS DE EMBELEZAMENTO URBANO E ALTERAÇÕES NO SISTEMA VIÁRIO, A PRAÇA TRANSFORMOU-SE E ASSIM PERMANECEU ATÉ A SEGUNDA METADE DO SÉCULO.
AQUI MONUMENTO AOS FUNDADORES DE SÃO PAULO. foto de Antonio JV Dal
A ATUAL PRAÇA É RESULTADO DE UM PROJETO PAISAGÍSTICO CONDUZIDO NA DÉCADA DE 1970 POR UM GRUPO DE PROFISSIONAIS DA PREFEITURA DE SÃO PAULO LIDERADOS PELO ARQUITETO JOSÉ EDUARDO DE ASSIS LEFÈVRE. NA ÉPOCA, O METRÔ DE SÃO PAULO ESTAVA CONSTRUINDO UMA ESTAÇÃO NAQUELE LOCAL E ERA NECESSÁRIO DEMOLIR TODO UM QUARTEIRÃO, FAZENDO COM QUE FOSSE NECESSÁRIO REPENSAR A CONCEPÇÃO PAISAGÍSTICA DA PRAÇA.
O GRUPO DE ARQUITETOS FOI INFLUENCIADO PELOS PROJETOS PAISAGÍSTICOS QUE ESTAVAM SENDO FEITOS NAQUELA ÉPOCA NA COSTA OESTE DOS EUA (ESPECIALMENTE OS DO PAISAGISTA LAWRENCE HALPRIN), CARACTERIZADOS POR UM GEOMETRISMO RIGOROSO E PELO DOMÍNIO DO TERRENO ATRAVÉS DE UM JOGO DE PATAMARES, ESPELHOS D'ÁGUA OU FONTES E VOLUMES PRISMÁTICOS DE TERRA.

fonte - Wilipédia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TEMPLO DE POSEIDON / IMPERADOR DOS MARES

COLISEU DE ROMA

O COLISEU, TAMBÉM CONHECIDO COMO ANFITEATRO FLAVIANO, DEVE SEU NOME À EXPRESSÃO LATINA COLOSSEUM (OU COLISEUS, NO LATIM TARDIO), DEVIDO À ESTÁTUA COLOSSAL DE NERO, QUE FICAVA PERTO A EDIFICAÇÃO. LOCALIZADO NO CENTRO DE ROMA, É UMA EXCEPÇÃO DE ENTRE OS ANFITEATROS PELO SEU VOLUME E RELEVO ARQUITETÓNICO. ORIGINALMENTE CAPAZ DE ABRIGAR PERTO DE 50 000 PESSOAS, E COM 48 METROS DE ALTURA, ERA USADO PARA VARIADOS ESPETÁCULOS. FOI CONSTRUÍDO A LESTE DO FÓRUM ROMANO E DEMOROU ENTRE OITO A DEZ ANOS A SER CONSTRUÍDO. O COLISEU FOI UTILIZADO DURANTE APROXIMADAMENTE 500 ANOS, TENDO SIDO O ÚLTIMO REGISTRO EFETUADO NO SÉCULO VI DA NOSSA ERA, BASTANTE DEPOIS DA QUEDA DE ROMA EM 476. O EDIFÍCIO DEIXOU DE SER USADO PARA ENTRETENIMENTO NO COMEÇO DA IDADE MÉDIA, MAS FOI MAIS TARDE USADO COMO HABITAÇÃO, OFICINA, FORTE, PEDREIRA, SEDE DE ORDENS RELIGIOSAS E TEMPLO CRISTÃO.  EMBORA ESTEJA AGORA EM RUÍNAS DEVIDO A TERREMOTOS E PILHAGENS, O COLISEU SEMPRE FOI VISTO COMO SÍMBOLO DO IMPÉRIO ROMANO, SENDO UM DOS M…

PIRÂMIDES DO EGITO

PIRÂMIDES DO EGITO SÃO MONUMENTOS DE ALVENARIA CONSTRUÍDOS NO ANTIGO EGITO. COMO O NOME INDICA, SÃO FORMADAS POR UMA BASE QUADRADA DE QUATRO FACES TRIANGULARES QUE CONVERGEM PARA UM VÉRTICE. AS TRÊS MAIS FAMOSAS PIRAMIDES ESTÃO NO PLANALTO DE GIZÉ, NA MARGEM ESQUERDA DO RIO NILO, PRÓXIMO À CIDADE DO CAIRO.  POREM EXISTEM 138 PIRÂMIDES REDESCOBERTAS, EM TODO O EGITO, REMANESCENTES DO ANTIGO E MÉDIO IMPÉRIO, MUITAS DELAS NÃO CONSERVADAS. ALGUMAS PIRAMIDES TINHAM SEUS VÉRTICES DECORADOS OU FORJADOS COM OURO. DEVIDO AO SEU ALTO GRAU DE COMPLEXIDADE ARQUITETÔNICA, AOS ESFORÇOS EMPREGADOS EM SUAS CONSTRUÇÕES, E A SUA NOTÁVEL BELEZA, AS PIRAMIDES SÃO CULTURALMENTE ASSOCIADAS AS HIPÓTESES E LENDAS A CERCA DOS DE SUA CONSTRUÇÃO E FINALIDADE.