Pular para o conteúdo principal

KRAK DOS CAVALEIROS / FORTALEZA DE SALADINO



















KRAK DOS CAVALEIROS
foto - ?
Tombado como Patrimônio Mundial pela UNESCO, o imponente castelo medieval representa o que de melhor foi criado na era dos castelos, desdobrando-se como um dos mais belos e bem protegidos. Durante as Cruzadas, sediou a Ordem religiosa dos Hospitalários e se tornou símbolo de resistência cristã na Terra Santa.
foto - ?
Sua construção parece ter sido um projeto sem-fim. Os Hospitalários receberam uma primitiva construção em 1141 e teriam feito ao menos duas grandes obras que só findaram em meados do século XIII. Na década de 1930, abandonado e quase em ruínas, passou por grande reforma para lhe trazer de volta sua antiga glória. Em 2008 foi tombado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.
foto - ?
A surpreendente construção foi um formidável centro de defesa e controle regional para os cruzados. Construído no alto de um monte no sul da atual Síria, serviu aos propósitos das Cruzadas nos séculos XII e XIII. Estrategicamente posicionado no flanco do antigo Reino Jerusalém, foi um dos grandes responsáveis pela sustentação cristã na “Terra Santa”.
foto - ?
O KRAK DOS CAVALEIROS (EM LÍNGUA FRANCESA, "KRAK DES CHEVALIERS"; DESIGNADO PELOS MUÇULMANOS COMO "QALAJAT AL-HUSN") LOCALIZA-SE NA ATUAL SÍRIA, 65 QUILÔMETROS A OESTE DA CIDADE DE HOMS, PERTO DA FRONTEIRA DO LÍBANO.
A EXPRESSÃO "KRAK" OU "KARAK" DESIGNA UM TIPO DE FORTIFICAÇÃO ERGUIDA NO SÉCULO XII E NO SÉCULO XIII PELAS CRUZADAS, NAS REGIÕES DAS ATUAIS SÍRIA E PALESTINA, PARA ASSEGURAR A DEFESA DOS CHAMADOS "REINOS LATINOS DO ORIENTE". OS PRINCIPAIS ERAM O KRAK DOS CAVALEIROS, QUE DEFENDIA O LIMITE NORDESTE DO CONDADO DE TRIPOLI, O KRAK DE MONTREAL, EM AL-CHAWBAK, DEFENDENDO O LIMITE SUDESTE DO REINO DE JERUSALÉM, E O KRAK DE MOAB, EM AL-KARAK, TAMBÉM NO REINO DE JERUSALÉM.
O KRAK DOS CAVALEIROS FOI ERGUIDO SOBRE UM ESPORÃO ROCHOSO DO DESERTO SÍRIO COM A FUNÇÃO DE PROTEGER A ROTA QUE UNIA A CIDADE SÍRIA DE HOMS (SOB DOMÍNIO MUÇULMANO) À DE TRÍPOLI (LÍBANO), CAPITAL DO CONDADO DE TRÍPOLI, NA COSTA DO MAR MEDITERRÂNEO.
ATUALMENTE É UMA DOS MAIS BEM PRESERVADOS EXEMPLARES DA ARQUITETURA MILITAR DA IDADE MÉDIA NA REGIÃO, ESTANDO CLASSIFICADO PELA UNESCO COMO PATRIMÔNIO MUNDIAL DESDE 2006.
O CASTELO FOI ERGUIDO EM DUAS ETAPAS. NA PRIMEIRA, FORAM LEVANTADAS AS MURALHAS EXTERIORES E UM NÚCLEO INTERNO, COMPOSTO POR PEQUENAS EDIFICAÇÕES DE PLANTA QUADRADA, DE MODO QUE, EM 1170, AS OBRAS ESTAVAM CONCLUÍDAS. EM 1202, UM TERREMOTO AFETOU PARTE DO CONJUNTO, DE MANEIRA QUE, POUCO TEMPO DEPOIS, INICIOU-SE UMA GRANDE REESTRUTURAÇÃO DAS DEFESAS, CONFERINDO-LHE A ATUAL FEIÇÃO: UMA MURALHA EXTERIOR DE TRINTA METROS DE LARGURA, AMPARADA POR SETE TORRES COM 8 A 10 METROS DE LARGURA, DEFININDO UMA FORTIFICAÇÃO CONCÊNTRICA. AS ESCARPAS DO ESPORÃO FORAM APROVEITADAS COM FINS TÁTICOS.
NOS DIAS DE HOJE
EM NOSSOS DIAS, O CASTELO ENCONTRA-SE PRESERVADO EM BOAS CONDIÇÕES, SENDO CONSIDERADO UM DOS MAIS BELOS EXEMPLOS DE ARQUITETURA MILITAR EUROPÉIA NA REGIÃO. PERTENCE AO GOVERNO SÍRIO, QUE O MANTÉM ABERTO COMO ATRAÇÃO TURÍSTICA. ENTRE OS DESTAQUES ENCONTRAM-SE A DUPLA CINTURA DE MURALHAS QUE ENVOLVE OS EDIFÍCIOS DE HABITAÇÃO, UMA CAPELA EM ESTILO ROMÂNICO, UMA GRANDE SALA E UMA GALERIA EM ESTILO GÓTICO QUE DATA DO SÉCULO XIII.

fonte e fotos - Wikipédia



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

TEMPLO DE POSEIDON / IMPERADOR DOS MARES

COLISEU DE ROMA

O COLISEU, TAMBÉM CONHECIDO COMO ANFITEATRO FLAVIANO, DEVE SEU NOME À EXPRESSÃO LATINA COLOSSEUM (OU COLISEUS, NO LATIM TARDIO), DEVIDO À ESTÁTUA COLOSSAL DE NERO, QUE FICAVA PERTO A EDIFICAÇÃO. LOCALIZADO NO CENTRO DE ROMA, É UMA EXCEPÇÃO DE ENTRE OS ANFITEATROS PELO SEU VOLUME E RELEVO ARQUITETÓNICO. ORIGINALMENTE CAPAZ DE ABRIGAR PERTO DE 50 000 PESSOAS, E COM 48 METROS DE ALTURA, ERA USADO PARA VARIADOS ESPETÁCULOS. FOI CONSTRUÍDO A LESTE DO FÓRUM ROMANO E DEMOROU ENTRE OITO A DEZ ANOS A SER CONSTRUÍDO. O COLISEU FOI UTILIZADO DURANTE APROXIMADAMENTE 500 ANOS, TENDO SIDO O ÚLTIMO REGISTRO EFETUADO NO SÉCULO VI DA NOSSA ERA, BASTANTE DEPOIS DA QUEDA DE ROMA EM 476. O EDIFÍCIO DEIXOU DE SER USADO PARA ENTRETENIMENTO NO COMEÇO DA IDADE MÉDIA, MAS FOI MAIS TARDE USADO COMO HABITAÇÃO, OFICINA, FORTE, PEDREIRA, SEDE DE ORDENS RELIGIOSAS E TEMPLO CRISTÃO.  EMBORA ESTEJA AGORA EM RUÍNAS DEVIDO A TERREMOTOS E PILHAGENS, O COLISEU SEMPRE FOI VISTO COMO SÍMBOLO DO IMPÉRIO ROMANO, SENDO UM DOS M…

CASAPUEBLO, PUNTA DEL ESTE, MALDONADO, URUGUAI - Com mais de 36 anos para ser construída, feita pelo escultor Carlos Paéz Vilaró com as suas próprias mãos, com uma arquitetura única e inigualável, eh universalmente chamada "escultura para habitar"

CONHEÇA A "CASAPUEBLO, PUNTA DEL ESTE, URUGUAI
Com uma arquitetura única e inigualável, Casapueblo aparece como um dos passeios mais atraentes da península. Casapueblo é a monumental criação do pintor e escultor uruguaio Carlos Páez Vilaró, quem tem ali o seu atelier. Sua construção durou mais de 36 anos e foi feita pelo escultor com as suas próprias mãos. É universalmente chamada "escultura para habitar". Ela tem muitos quartos, onde pode-se ver diretamente o mar e os penhascos, e periodicamente pode-se assistir a exibições de pintura, escultura e cerâmica.
Um dos pontos turísticos mais visitados e bonitos no Uruguai é a Casapueblo, que fica localizada em Punta Ballena, na região da badalada Punta del Este, perto da Plaza de las Grutas. A Casapuelbo foi construída pelo artista uruguaio Carlos Páez Vilaró para ser sua residência de verão. Villaró inaugurou a Casapueblo em 1960 em estilo semelhante as edificações da costa mediterrânica de Santorini. Para quem estiver pro…